Ponto Verde

O Mar de Experiências

EB D. PEDRO IV, MINDELO, VILA DO CONDE

Professor(a): Paulo Carvalho
Atividade: Artistas da Reciclagem
Categoria: Fotografia
Memória descritiva

Quando entramos no projeto Academia Ponto Verde e nos foi sugerido participar num trabalho sobre a reciclagem, fomos para casa com o compromisso de pensar numa proposta para apresentar futuramente. Uma colega lembrou-se de um artista plástico da nossa zona que nos poderia ajudar e na aula seguinte divulgou a sua ideia à turma. Depois de alguma consideração, decidimos levar a avante essa proposta e pedimos à mãe da nossa colega para contactar o artista, visto que estes já se conheciam. O Sr. Bruno Costa, o artista, gostou da iniciativa e aceitou ajudar-nos. Já com a sua permissão, decidimos que seria uma boa ideia participar neste projeto com fotografias de algumas das suas peças que são totalmente feitas de materiais encontrados na praia. Passados alguns dias encontrámo-nos com o Sr. Bruno e a sua esposa, Sra. Teresa, na praia e tiramos fotos com algumas das suas criações: Carlos, o Pilado, a Pardela de Rom, a Gaivota Francisca e o Polvo Ferreiro. Aproveitamos para falar um pouco da cultura e da história da nossa costa e das suas criações. Descobrimos que, em conjunto com a sua esposa criou um projeto chamado “Mar de Experiências” e pedimos à Sra. Teresa que nos contasse sobre a sua iniciativa e como tudo começou.
“O Mar de Experiências é uma iniciativa local de divulgação e valorização da Cultura Costeira. Entendemos Cultura Costeira como a forma de ser e estar onde a Terra acaba e começa o Mar, ou seja, viver no limite entre a maré e o seu impacto. Este projeto resultou de um trabalho amador e voluntário realizado por mim e o meu marido Bruno Costa, num espaço museológico da nossa terra - Vila Chã, em Vila do Conde. Terra que nos inspira e serve de guia para este propósito da divulgação e valorização da cultura costeira. Neste espaço, dinamizamos diversas atividades que pretenderam sensibilizar e animar culturalmente a população local para a valorização da sua identidade cultural - piscatória. Ao mesmo tempo, tomamos consciência de que estamos a viver um importante momento de transformação na cultura local, nomeadamente devido à forte diminuição da pesca tradicional local. Recolhemos, junto de objetos e pessoas, conhecimentos que estavam dispersos e procuramos arranjar formas de os divulgar: entrevistas, tertúlias, documentários fotográficos e videográficos... Numa das atividades direcionada para o público infantojuvenil criamos e dinamizamos uma Hora do Conto. Foi desta Hora do Conto, muito bem aceite entre os presentes, que decidimos explorar ainda mais o texto e as ilustrações e propor edição. Editamos, pela Chiado Editora, em 2017, a obra "Vila Chã, Um Mar de Experiências". Da construção das ilustrações e da "necessidade" de animar as Horas do Conto criamos Jogos - puzzles, jogos de memória, dominó, cadernos de atividades... - que de forma lúdico-didática também realçam e valorizam aspetos da cultura costeira e piscatória local. A aceitação a este trabalho foi de tal forma positiva que desenvolvemos novos recursos e dinâmicas lúdico-didáticas - novos jogos, guia e percursos culturais de observação da biodiversidade, história e cultura costeira, documentos fotográficos e videográficos, novos livros - o "Profissões do Mar" já finalizado e outros dois em curso (um baseado o Profissões do Mar e outro na problemática da Poluição Marítima), construímos também exposições sob a temática da poluição marítima, que promovem a reflexão sobre práticas e comportamentos a montante e a jusante do lixo na praia e também associam mensagens de divulgação e valorização da identidade local (ex: Sardinha Lourença que simboliza o trabalho das mulheres na pesca e homenageia a Sra. Lourença, já falecida, uma pescadeira que nos contou muitas Histórias da Cultura Costeira de Vila Chã. “


Gustavo Araújo Nº12 9ºC Inês Carvalho Nº13 9ºC
Soraia Maia Nº20 9ºC
Professor Paulo Carvalho

Galeria de imagens
Política de privacidade
2021 Sociedade Ponto Verde.